APAN FORMAÇÕES

A Apan Formações é uma iniciativa que promove minicursos, palestras, masterclass e demais processos formativos que aprofundam os diversos temas relacionados ao universo da produção cinematográfica. Com objetivo de contribuir para a construção de uma rede de profissionais com uma percepção crítica de sua prática no contexto social, político e no mercado audiovisual. A metodologia que adotamos se orienta pela perspectiva da pedagogia engajada e transgressora, com diálogo, escuta e troca de saberes possibilitando uma experiência coletiva de aprendizagem.

PLANTÃO TIRA-DÚVIDAS: INSCRIÇÕES ABERTAS NA ANCINE E BRDE

Palestrantes: Keyti Souza e Maurício Moraes

Um aulão tira dúvidas de 2 horas onde apresentaremos os sistemas Ancine Digital e BRDE. No Ancine Digital, vamos falar sobre o processo de inscrição de projetos para captação e para execução, apresentar o sistema de acompanhamento SAPIO e falar rapidamente sobre o sistema de apresentação de prestação de contas, o STR. Já no sistema BRDE, vamos falar sobre as chamadas de investimento e como realizar a inscrição no sistema.

Keyti Souza

Minibio

Sócia-Diretora executiva da Têm Dendê Produções, empresa com mais de 20 anos de atuação, e mais de 100 horas de programações realizadas nos diversos segmentos, também é Diretora Administrativa da Associação de Profissionais do Audiovisual Negro – APAN.

Keyti é formada em jornalismo e possui especialização em mídias digitais, gerencia projetos executivos em coprodução, e atua  na prospecção de novos negócios, lei do audiovisual, editais e outras fontes de fomento. Atua ainda na produção executiva de projetos audiovisuais documentais e de ficção. Além disso, também realiza crítica ensaísta de obras audiovisuais, especialmente produzidas por países africanos para o site Negre e resenhas sobre viagens para o site Bitonga Travel.

Com mais de 10 anos de experiência, foi responsável pela produção executiva de séries e filmes, entre os quais destaca-se o longa-metragem documental Cartas Para…, filme que traz a história de três mulheres negras, escritoras de língua portuguesa do Brasil, Moçambique e Portugal, trocando cartas sobre sua vivência e escrita a partir de três eixos: a voz, o corpo e o tempo

Maurício Moraes

Minibio

Graduado em cinema e audiovisual pela Universidade Federal do Pará, comecei a trabalhar em projetos profissionais em 2018 em diversas produções de séries de tv, longas e curtas metragens, prioritariamente, na função de continuísta e assistente de direção. Em 2020, realizei o meu primeiro curta metragem como diretor, o curta Minguante, selecionado em diversos festivais como O 13° Encontro de Cinema Zózimo Bulbul, no rio de janeiro e o Festival Zélia Amador de Deus, em Belém do Pará. Fez a produção executiva do longa metragem Os Fãs Mais Rebeldes que a Banda, ganhador de melhor filme na edição de 2023 do festival Maranhão na Tela. Além disso, desde 2021, trabalho como produção, na Associação de Profissionais do Audiovisual Negro – APAN, realizando diversas ações na formação audiovisual, como o LAB Negras Narrativas Amazônicas e a primeira escola Binacional, parceria entre Brasil e Colômbia – A Escola FOCO, ambas em 2023. Em 2024, assumo o cargo de Produção Executiva na associação.


Curso: Distribuição de Curta-Metragem

Professoras: Talita Arruda e Camila de Moraes

O curso de Distribuição de Curta-metragem com Talita Arruda e Camila de Moraes será na modalidade online, serão disponibilizadas 50 vagas

Sobre o curso:

Data e horário: Dia 18 de dezembro de 2023 das 18:30h às 21:30h

Investimento: R$ 50

Com programa de bolsa integral para profissionais negros do audiovisual.

A seleção terá reserva de vagas para:

Pessoas negras; pessoas fora do eixo rio-sp; pessoas Lgbtqiapn+

Para se inscrever, preencha o formulário a seguir: https://forms.gle/sHeGjGS9NuMf9m3r7 As inscrições se encerram às 23h e 59 do dia 12/12


LIve: Teias da Aprendizagem – Formação Politica e Racial

Professora: Zélia Amador

Neste encontro iremos tecer sobre o processo de racialização e do racismo no Brasil, fortalecendo o desejo pela luta antirracista a partir de políticas de combate ao racismo e reflexões sobre ações afirmativas. Zélia Amador participou da criação da Lei de Cotas e atua na defesa das ações afirmativas. Professora universitária, militante dos direitos da população negra amazônica, atriz e diretora de teatro.

Zélia Amador

Minibio

Zélia Amador de Deus é uma professora universitária, militante dos direitos da população negra, atriz e diretora de teatro. É uma das fundadoras do Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará.


Formação política: Racismo, Antirracismo e Feminismo Negro com Flávia Rios.

Professora: Flávia Rios

O curso visa apresentar os temas básicos relacionados à questão racial no Brasil e na América Latina, dialogando com os temas contemporâneos. Assuntos como a história do racismo, seus fundamentos, suas formas de expressão, assim como temas sobre identidade racial serão assuntos dos primeiros encontros. Na sequência abordaremos as formas de resistência ao racismo, com destaque para a formação dos movimentos negros no país. Além disso, serão vistas as lutas políticas das mulheres negras, suas intelectuais e produções mais relevantes. No bojo desse curso introdutório, veremos as políticas de enfrentamento do racismo no Brasil, dando destaque para  as duas décadas de existência das políticas brasileiras de ações afirmativas.

Flávia Rios

Minibio

Flavia  Rios(PPGS/UFF) é socióloga, professora e pesquisadora  da UFF. Atualmente, diretora do Instituto de Ciências Humanas e Filosofia da Universidade Federal Fluminense. É pesquisadora do Afro/cebrap e do Negra. É coautora do livro Lélia Gonzalez (Summus,2010) e coorganizadora dos livros Negros nas Cidades Brasileiras (Intermeios/FAPESP, 2018) e Por um feminismo afro-latino-americano (Zahar,2020) e Raça e Estado (Eduerj, 2022).

Detalhes do curso

Serão liberadas 25 vagas

O curso acontecerá em modo virtual nos dias 12, 14, 19 e 21 de junho, nas segundas e quartas, das 19h às 21h.

Inscrições: Dia 20 ao dia 31 maioLink de inscrição: https://forms.gle/meyKnVpAoH1sVPPu5

Resultado: 05 de junho nos canais da Apan


Curso Produção Audiovisual Independente – da propriedade intelectual à finalização

Palestrante: Keyti Souza

o curso com Keyti Souza, sócia-diretora executiva da Têm Dendê Produções. O curso abordou temas como: formatação de projeto de uma obra audiovisual; registro da propriedade intelectual; contratos de coprodução e operacionalização da ANCINE e Sistemas FSA. Acontecerá em 4 encontros remotos, nas terças e quintas, nos dias: 21, 23, 28, 30 de março, das 19h às 21h.

Keyti S

Minibio

Sócia-Diretora executiva da Têm Dendê Produções, empresa com mais de 20 anos de atuação, e mais de 100 horas de programações realizadas nos diversos segmentos, também é Diretora Administrativa da Associação de Profissionais do Audiovisual Negro – APAN.

Keyti é formada em jornalismo e possui especialização em mídias digitais, gerencia projetos executivos em coprodução, e atua  na prospecção de novos negócios, lei do audiovisual, editais e outras fontes de fomento. Atua ainda na produção executiva de projetos audiovisuais documentais e de ficção. Além disso, também realiza crítica ensaísta de obras audiovisuais, especialmente produzidas por países africanos para o site Negre e resenhas sobre viagens para o site Bitonga Travel.

Com mais de 10 anos de experiência, foi responsável pela produção executiva de séries e filmes, entre os quais destaca-se o longa-metragem documental Cartas Para…, filme que traz a história de três mulheres negras, escritoras de língua portuguesa do Brasil, Moçambique e Portugal, trocando cartas sobre sua vivência e escrita a partir de três eixos: a voz, o corpo e o tempo

Detalhes do curso

As inscrições vão do dia 02/03 ao 12/03

Para se increver clique no link: https://bityli.com/Bnj9L

O curso é gratuito e serão ofertadas 25 vagas

Seleção ocorrerá do dia 13/03 e 14/03 e o resultado sairá dia 15/03.


Live – Desafios na produção audiovisual independente

Palestrante: Vânia Lima

No dia 16 de março às 19h, teremos uma live com Vânia Lima falando sobre os “Desafios na produção audiovisual independente” Essa conversa abordará os desafios enfrentados por produtoras (es) independentes no audiovisual brasileiro, após tudo o que você viu acontecer. O objetivo desse diálogo é conectar produtoras (es) estreantes ou já experientes com temas presentes no dia-a-dia das pessoas associadas na APAN e de realizadoras (es) do audiovisual, em especial aquelas (es) que são independentes e que estão nas diversas regiões do Brasil.


Live: Nada Sobre Nós Sem Nós

Palestrantes Rosane Borges e Tiago Rogaro

A Apan tem a alegria de te convidar para a live de retomada das ações da Apan Formações intitulada: “Nada sobre nós sem nós”, prevista para o dia 07 de novembro, às19h em nosso canal de YouTube. Esse encontro será mediado pela coordenadora da Apan Formações Zanza Gomes (@zanza.gomes), com abertura de Rodrigo Antônio presidente executivo da Apan (@rodrigo.ogrillo). Convidamos como palestrantes: Tiago Rogero, jornalista e criador do Projeto Quirino; e Rosane Borges, professora, jornalista e criadora da Escola Online Longa. A proposta é discutirmos sobre a autogestão da educação e da cultura pela comunidade negra e os desafios para a manutenção de direitos e políticas públicas. Historicamente, o movimento negro e as comunidades negras tem trabalhado em prol de sua educação e cultura, mesmo diante da total negligência e abandono do estado, portanto a reflexão sobre conquistas e desafios para implementação e manutenção da nossa educação e cultura também serão pautadas nessa conversa.


Roteiro e construção de personagens em filmes híbridos

Professor: Vinícius Silva

Um olhar sobre roteirização e construção de personagens em filmes híbridos entre documentário e ficção. Transitando por áreas como a semiótica, música e roteiro, entre outras. Abordando, também, estudos de casos de suas obras.

Vinícius silva

Minibio

Graduado em cinema pela Universidade Federal de Pelotas-RS e mestre em roteiro pela Escuela Internacional de Cine y TV de Cuba – EICTV. Membro da APAN, com seus trabalhos e colaborações, coleciona prêmios e participações em festivais como Janela Internacional de Recife, Festival de Documentários de Buenos Aires e Festival de Roterdã. Suas atuais colaborações foram no curta-metragem “Solastalgia”, de Violeta Mora, como roteirista, estreando no Visions du Réel em 2022. E como montador no “Manhã de Domingo” de Bruno Ribeiro, premiado com o Urso de Prata em Berlim 2022.

detalhes do minicurso

Carga horária: 12 horas (6 encontros de 2 horas)

Dia e horário dos encontros: Terças-feiras, das 19h às 21h

Início do curso: Novembro

Número de vagas: 25

Público alvo: pessoas negras interessadas no tema e que tenham experiência em audiovisual e/ou desenvolvam projetos que dialogam com a proposta do minicurso.


Equipe

Zanza Gomes

Coordenadora Apan Formações

Natural de Canoas/RS, radicada em Goiânia/GO. Professora com formação em Letras (ISEED) e Biblioteconomia (UFRGS), doutoranda em Comunicação (UFG). Possui experiência coordenando cursos em plataformas digitais de ensino há 14 anos. Pesquisadora e produtora de ações e materiais que abordam temáticas raciais, sobretudo na literatura. Curadora do Cineclube Maria Grampinho – Sertão Negro (GO) e praticante de Capoeira Angola com ações voltadas para Mulheres Negras através do Coletivo Pretas Angoleiras.

Andresa Moreno

Assistente Apan Formações

Goianiense, formada em Fotografia e Imagem, atua como fotógrafa e profissional do audiovisual. Também possui formação em Pedagogia e atua como professora, com foco nas Artes Visuais. Pesquisadora e artista visual, desenvolve projetos e trabalhos que abordam as questões raciais, da infância e adolescência, da educação e da arte. Pertencente à Capoeira Angola, e integrante de um Coletivo de Capoeira Angola com ações voltadas, principalmente, para mulheres negras.